Notícias Sindicais

Sintracom Londrina participa de ato contra a Reforma da Previdência

ato contra reforma (2)

ato contra reforma (2)

Ontem (19), o Sintracom Londrina participou do ato Londrina na Mobilização Nacional contra o Ataque à Previdência, que aconteceu no final da tarde, no Centro Cívico de Londrina. O protesto foi organizado pelo Coletivo de Sindicatos de Londrina e pelo Coletivo Mobiliza Londrina.

Os sindicatos presentes no ato levaram cartazes com frases de impacto para exigir respeito aos direitos do trabalhador, especialmente à aposentadoria dos trabalhadores, que está sendo atacada pela proposta do governo.

A votação da Reforma estava marcada para ontem, mas foi adiada após a intervenção federal no Rio de Janeiro. E a cada nova data, os atos se fazem necessários para esclarecer os trabalhadores e alertá-los.

Segundo o presidente do Sintracom Londrina, Denilson Pestana da Costa, o início desta semana foi marcado pelas diversas mobilizações, paralisações e protestos de Norte a Sul do país. Sobre a Reforma da Previdência, ele afirma que “se aprovada, nossos filhos e netos serão condenados a trabalharem até morrer”.

Denilson fez uma crítica à maneira como o presidente Michel Temer trata a questão: “da mesma forma que agiu em relação à Reforma Trabalhista, o governo federal tenta aprovar a Reforma da Previdência sem discutir abertamente a questão com os maiores interessados no assunto, isto é, os trabalhadores”.

Além disso, ele comenta e explica os verdadeiros motivos da intervenção federal no Rio de Janeiro: “no jogo sujo promovido por Temer e a quadrilha que o segue vale tudo. Vale até decretar intervenção federal no Rio de Janeiro. Por quê? Porque durante a intervenção não se pode votar projetos que alterem a Constituição Federal. Como não consegue comprar votos suficientes para aprovar a Reforma, Temer decretou a intervenção. Da mesma forma que desrespeita a classe trabalhadora, ele brinca com os 16,4 milhões de moradores daquele estado”.

E também deixa um bom alerta para a população: “neste caso, companheiros e companheiras trabalhadores, o que nos cabe é prestar muita atenção nas eleições deste ano. Vamos votar para presidente, governador, senador, deputado federal e estadual. Olho vivo, classe trabalhadora!”.

Movimento Abaixo IPTU Londrina

Também ontem, a lista do Movimento Abaixo IPTU Londrina, que protesta contra o aumento abusivo do IPTU no município, atingiu nove mil assinaturas, porém, será necessário atingir o dobro, ou seja, 18 mil assinaturas para apresentar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) para revogação integral da aprovação da nova Planta Genérica de Valores (PGV) na cidade.

Sabendo disso, o Ministério Público (MP) solicitou a apuração de irregularidades nas Leis Municipais 12.575/2017 e 12.647/2017 que determinaram a revisão da PGV da cidade, gerando um aumento de 400% no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2018. O ofício com as falhas apontadas foi encaminhado à Procuradoria-Geral de Justiça, em Curitiba.

Fonte: Sintracom Londrina

Posts Relacionados

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register