Notícias Sindicais

Riscos elétricos na construção civil podem ser evitados com atenção e cuidado

segurança-9-sintracom

segurança-9-sintracomImprovisos no canteiro de obras já caracterizam, por si só, uma medida perigosa e que estão em desacordo com as normas técnicas de segurança do trabalho. Porém, o assunto fica ainda mais sério quando estamos falando das instalações elétricas realizadas nesses locais.

Dados divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) mostram que em 2014 foram registradas 471 mortes decorrentes de acidentes de trabalho relacionados à eletricidade no Brasil. São ocorrências de casos que vão de choques elétricos a incêndios por curtos-circuitos e acidentes com descargas atmosféricas, como raios, por exemplo.

Tudo começa com a gambiarra da emenda dos fios, a pressa de terminar o serviço e não se preocupar com cabos expostos, a negligência do empregador ao não contratar um especialista para cuidar dessa questão, e também com a falta de conhecimento do trabalhador sobre os riscos existentes.

Por isso, como medida preventiva e obrigatória, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), em sua Norma Regulamentadora (NR) 10, determina que todos os canteiros de obras devem contar com condições mínimas de segurança no que diz respeito às instalações elétricas – sendo construídas, operadas, reparadas e inspecionadas por um profissional especializado e em local adequado.

Também é importante que sejam adotadas medidas preventivas – de controle do risco relacionado à eletricidade e de outros riscos adicionais – como as citadas abaixo:

– Informação: conhecer os riscos é o primeiro passo para agir com segurança na obra. Assim, treinamentos sobre as normas de segurança (NR 10), e sobre o uso de equipamentos de segurança específicos para os trabalhadores que atuam com a eletricidade, são essenciais na garantia da execução de um bom trabalho;

– Uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI): luvas, máscaras, botinas, capacetes e outros equipamentos garantem a segurança do trabalhador em qualquer situação que possa envolver riscos elétricos e fazem parte do que chamamos de medidas preventivas;

– Cuidado: em qualquer situação de reparo ou de manutenção no sistema elétrico, toda a eletricidade da obra deve ser desligada. Além disso, deve haver muita atenção para que andaimes, escadas, barras de ferro e outros materiais não toquem os fios elétricos;

– Sinalização e organização: é fundamental que as áreas de riscos elétricos em uma obra sejam sinalizadas, que a fiação elétrica esteja sempre em locais elevados e que todos os trabalhadores respeitem essa condição;

– Um equipamento de cada vez: outra dica importante é que não seja compartilhada a mesma fonte de energia para o uso de vários equipamentos simultaneamente.

Evitar os problemas com eletricidade na construção civil é dever dos empregadores, que devem oferecer orientação e condições seguras de trabalho. Os trabalhadores devem cumprir com responsabilidade os procedimentos internos de segurança e de saúde e comunicar o empregador, sempre que preciso, sobre situações de risco para sua segurança e de outras pessoas.

Fonte: Sintracom Londrina

Posts Relacionados

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register